Artigos

Monitoria e Avaliação de Projetos II

05/03/10 11h00

Projetando para Ganhar

Conceber um projeto parece relativamente simples, pois uma vez identificado o problema a ser tratado, “resolvido”, se organizam os processos para sua execução e mãos à obra. Mas, se é tão simples como se faz crer, porque então boa parte dos projetos malogram ou mesmo deixam a desejar quanto à consistência dos resultados?

O que nos falta para que projetemos para ganhar? Para que alcançemos nossos objetivos estabelecidos? - Partindo é claro de pressupostos delineados por metas desafiadoras. Será que existem receitas e fórmulas de sucesso capazes de formar vencedores, gestores vencedores de projetos?

O caminho que devemos percorrer em projetos relacionados a políticas públicas, parte da identificação do problema e da quantidade e qualidade de informações que possamos agrupar para nos situar com propriedade da questão a ser resolvida. Uma vez identificados o público-alvo e demais stakeholders é hora de agir na construção de uma matriz de ação, que envolva as necessidades, os responsáveis e suas equipes, os recursos atrelados, o cronograma e o sistema de monitoria e avaliação.

Algumas questões são “chaves” para a elaboração, condução e alcance das metas. Dentre as principais, destaco o planejamento estratégico, que deve conciliar realidade e desejo, visão ampla e integrada, assim como a consciência dos limitantes humanos, materiais e casuais. O desejável em conflito com o possível deve amparar-se na real condição de execução, senão teremos frustrações, fracassos e uso indevido de recursos econômicos, humanos e principalmente do gasto irrecuperável do fator TEMPO.

Ao conceber o projeto é importante ter clareza das limitações inerentes ao ambiente de execução, se os profissionais estão disponíveis e capacitados para gerir as ações, se os envolvidos com o projeto tem a exata dimensão de sua abrangência, se este não fere nenhuma legislação – inclusive a ambiental, e se é realizável sem interveniência política ou está fortemente atrelada e dependente desta.

Ao gestor é confiada a liderança necessária para conduzir o processo, assim como é desejável algumas habilidades intrínsecas, tais como: organização; conhecimentos de práticas de gestão administrativa e financeira; habilitação com recursos humanos; e experiência.

Neste processo, a monitoria e a avaliação constantes darão maior segurança ao gestor público e ao gerente do projeto, pois questões como consistência, coerência, suficiência e efetividade serão acompanhadas de perto, e os desvios e distorções que porventura ocorram serão observadas em seu início, não comprometendo os resultados desejados.

Nos da Prospectiva Brasil estamos aptos a auxiliá-los na monitoria e avaliação dos projetos contratados e apoiados por sua instituição, entre em contato conosco para maiores esclarecimentos.
Marcelo Torres Pinheiro
E-mail: contato@webprospectiva.com
Perfil: Diretor da Prospectiva formou-se em engenharia pela Universidade Federal de Viçosa, possui especialização em Elaboração, Gerenciamento e Avaliação de Projetos Públicos e MBA em Gestão e Política Pública – ambos pela Fundação Getúlio Vargas, atualmente é mestrando em Desenvolvimento Regional pela UFT. Empresário e Consultor, exerceu cargo de gerência em multinacional e foi coordenador de tecnologia do Sebrae.
Marcelo Torres Pinheiro

Copyright © 2006 - 2018 Nova Prospectiva Ltda. Todos direitos reservados

Endereço: Quadra 305 Sul, AV LO 5, LT 25, Palmas/TO, (63) 3215-7635, concursosaofelix2017@gmail.com