Artigos

Política na Gestão - Cargo de Confiança

05/03/10 11h00

Gestão pública é coisa muito séria, que muitos ainda não se deram conta. Com a evolução da sociedade, a cada dia temos mais instrumentos de controle e acompanhamento, mas falta muito para avançarmos neste terreno, principalmente porque a política quando interfere, traz mais prejuízos do que benefícios.


Não quero fazer apologia ao papel importante que a política tem em todo o processo, mas pretendo destacar o “uso” político de postos estratégicos, por pessoas ou partidos políticos que usam do pressuposto da ordem “política partidária” e acaba por causar problemas de todo tipo. Esta caracterização é fácil de notar quando vemos que o líder não possui perfil e nem competência para assumir determinados cargos e funções, mas mesmo assim, assume jubilante a “missão” que lhe confiaram.

Infelizmente a ocupação de cargos de confiança, muitas vezes é dada a ocupante sem confiante conhecimento. A sabedoria popular diz que é necessário: capacidade técnica e habilidade política para administrar com competência. Mas, nestes últimos tempos, temos visto a briga “política partidária” a se debater por nomeações e oportunidades de indicações para este e aquele cargo em comissão, quanto mais orçamento houver na pasta, mais ávido é o interesse.

Os mecanismos de acompanhamento que dispomos são obsoletos e inadequados. Apesar dos avanços empreendidos pela Constituição de 88, muito ainda nos falta. O progresso alcançado com o planejamento (leia-se, PPA) e articulações entre receitas e gastos (leiam-se LDO e LOA), configuram importantes parcelas do processo de gestão, mas muito ainda nos falta, principalmente no que diz respeito aos instrumentos de monitoramento e avaliação. Veja que, após definida a prioridade, “o que fazer”, tem-se um longo caminho a percorrer, que envolve: o que de fato será feito (escopo), como será feito, quem fará o que, a que custo, em que prazo, com que qualidade, com que abrangência, etc.

A compreensão da importância da política pública, das decisões precedentes e posteriores, assim como dos mecanismos legais para sua implementação carecem de uma articulação mais integrada e dinâmica entre os vários atores sociais, das esferas públicas, empresariais e do terceiro setor. Só assim, veremos menor sobreposição de ações, mais coerência no gasto e um alinhamento estratégico inteligente, onde cada instituição atua conforme seu perfil e competência. Destaco esta questão, por que quando se tem um profissional competente à frente de cargos importantes, a compreensão do papel de sua instituição e das demais se torna mais claro e as parcerias acontecem com mais harmonia.

Então, se à frente de um órgão, diretoria ou gerência contarmos com pessoas qualificadas para desempenhar adequada e competentemente sua função, as decisões sairão com mais propriedade, as parcerias serão mais sinérgicas e a instituição pública atenderá com mais presteza às demandas do cidadão. Do contrário, a letargia, a desmotivação e a incompetência fazem por desmontar a função pública da instituição, ficando esta fadada a cumprir rotina, expedir pareceres, protocolar papel.

Mandato (neste caso, executivo) significa poder de mando, que democraticamente é outorgado pelos eleitores. Se aos gestores inteligentes e responsáveis, é importante se cercarem de pessoas
inteligentes e competentes - capazes de corresponder às necessidades impostas pela gestão; aos néscios, esta afirmativa é ainda mais importante, pois serão eles que poderão imprimir qualidade e resultados à administração.
Marcelo Torres Pinheiro
E-mail: contato@webprospectiva.com
Perfil: Diretor da Prospectiva formou-se em engenharia pela Universidade Federal de Viçosa, possui especialização em Elaboração, Gerenciamento e Avaliação de Projetos Públicos e MBA em Gestão e Política Pública – ambos pela Fundação Getúlio Vargas, atualmente é mestrando em Desenvolvimento Regional pela UFT. Empresário e Consultor, exerceu cargo de gerência em multinacional e foi coordenador de tecnologia do Sebrae.
Marcelo Torres Pinheiro

Copyright © 2006 - 2018 Nova Prospectiva Ltda. Todos direitos reservados

Endereço: Quadra 305 Sul, AV LO 5, LT 25, Palmas/TO, (63) 3215-7635, concursosaofelix2017@gmail.com